Pack Calibração Eletrolitos WE 300 - Wama - Cód. 06894

Mais Imagens

Pack Calibração Eletrolitos WE 300 - Wama - Cód. 06894

Disponível: Em estoque

Solução padrão para calibração do analisador de eletrólitos por eletrodos de íons seletivos ELETROLYTE – WE-300

APRESENTAÇÃO DO KIT
REF: 834001-B


1. Pack de Calibração: 1 x solução A (650 mL) + solução B (200 mL)
2. Instruções para uso

Descrição
Informação Adicional
Descrição

O pack de calibração contém o reagente necessário para a determinação dos eletrólitos Na, K, Ca e Cl, além do pH, através de eletrodos de íon seletivo. Ele é um módulo que se encaixa perfeitamente ao instrumento ELETROLYTE – WE- 300 da WAMA Diagnóstica.

O Pack de Calibração para Eletrólitos WAMA da utiliza 2 tipos de solução: solução A e solução B, ambas com concentrações padronizadas dos íons a serem analisados (Na, K, Ca e Cl) e um tampão com pH padronizado para uso exclusivo no instrumento ELETROLYTE – WE-300, oferecendo um alto desempenho nas análises e grande precisão nos resultados.

O ELETROLYTE – WE-300 utiliza o princípio do eletrodo de íon seletivo para determinar as concentrações de íons Na+, K+, Cl-, Ca2+, além do pH, em amostras de soro, plasma, urina e sangue total. A membrana do eletrodo é seletiva ao íon que se quer determinar, estando em contato com a solução teste e a solução interna do eletrodo, a qual contém uma concentração fixada do íon a ser medido. O potencial elétrico ou força eletromotiva (V1) desenvolvida na membrana é determinado pela diferença na concentração do íon na solução teste e na solução interna do eletrodo. Outro potencial elétrico (V0) é fornecido pelo eletrodo de referência, o qual está em contato com a amostra através da membrana de referência. A diferença de V1 e V0 é usada na equação de Nerst para calcular a concentração do íon na amostra: E = E0 + RT / nF · In (f · Ct) / (f · Ci)

ONDE:
E = potencial elétrico do eletrodo (V1) E0 = potencial elétrico padrão (constante), específica ao tipo do eletrodo de referência usado (V0) R = constante T = temperatura n = carga do íon F = constante de Faraday In = logaritmo natural (base e) f = coeficiente de atividade Ct = concentração do íon na solução teste Ci = concentração do íon na solução interna do eletrodo Assim, sob uma temperatura constante, o aparelho mede primeiro o potencial elétrico ou força eletromotiva desenvolvidos quando a amostra é aspirada pelo instrumento, sendo posteriormente medido o potencial da solução padronizada A e solução B. A diferença entre o potencial da solução B e solução A e o logaritmo da relação entre as concentrações de íons das soluções A e B determinará o “slope” da curva de calibração: S = (EB – EA) / log (MB / MA) Onde: S = “slope” calculado da solução padrão A e B EB = potencial elétrico da solução padrão B EA = potencial elétrico da solução padrão A MB = concentração do íon na solução B MA = concentração do íon na solução A É então determinada a concentração do íon na amostra pela seguinte equação: C(t) = C(0) x 10(Et – E0)/S Onde: C(t) = concentração de íon da amostra teste C(0) = concentração de íon na solução padrão Et = potencial elétrico desenvolvido na amostra teste E0 = potencial elétrico desenvolvido na solução padrão S = “slope” calculado durante a calibração

Comentários

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.