ANA-Hep-2 Imunofluorescência Imuno-CON 100 Testes - Wama - Cod. 98416

Mais Imagens

ANA-Hep-2 Imunofluorescência Imuno-CON 100 Testes - Wama - Cod. 98416

Disponível: Em estoque

ANA-HEP2
Kit para determinação qualitativa e semi-quantitativa de anticorpos antinucleares (ANA) no soro humano, por imunofluorescência indireta.

PRINCÍPIO DO MÉTODO
Anticorpos antinucleares presentes no soro se ligam ao substrato antigênico (células HEp-2) e são revelados por uma antigamaglobulina específica marcada com isotiocianato de fluoresceína.

APRESENTAÇÃO DO KIT
12100-I 100 determinações
1. Lâminas com 10 áreas reativas de células HEp-2 (10 lâminas) 
2. Antigamaglobulina G marcada com isotiocianato de fluoresceína (1x5ml) 
3. Tampão fosfato-salino (PBS) 20 x concentrado (1x50ml) 
4. Glicerina tamponada (1x4ml) 
5. Soro controle positivo homogêneo (1x0,5ml) 
6. Soro controle positivo centromérico (1x0,5ml) 
7. Soro controle negativo (1x1ml) 
8. Azul de Evans (1x2ml) 
9. Lamínulas (10 unidades) 
10.Instruções para uso


 

Descrição
Informação Adicional
Descrição

IMPORTÂNCIA CLÍNICA
Os anticorpos antinucleares (ANA) são comumente encontrados no soro de pacientes com doença do tecido conjuntivo. Perfis distintos de ANA estão associados a certos distúrbios e são considerados marcadores para algumas doenças. Por exemplo, anticorpos ao antígeno Smith (anti-Sm) e ao DNA (anti-DNA) estão altamente associados ao Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES), enquanto os anticorpos anticentrômeros estão associados a uma forma limitada de esclerodermia, a variante CREST. Os ANAs são mais apropriadamente denominados auto-anticorpos, porque, em certas doenças reumáticas, eles são também dirigidos a componentes celulares extranucleares, como elementos citoplasmáticos e do citoesqueleto. Em 1982, a American Rheumatism Association incluiu um teste positivo para ANA como um dos critérios para o diagnóstico de LES. Logo, um resultado negativo descarta um LES, porém não é específico, já que pacientes com outras enfermidades do tecido conjuntivo, tais como artrite reumatóide, esclerodermia, síndrome de Sjögren e dermatomiosite são freqüentemente ANA positivos. Além do que, ANA positivo com títulos baixos também pode ser encontrado em infecções, neoplasias e indivíduos normais com idade avançada. A imunofluorescência indireta é o método de referência para ANA, onde se utiliza, como substrato, corte de tecido (fígado ou rim de rato) ou células epiteliais humanas (HEp-2). Ao contrário do corte do tecido, as células HEp-2 expressam a maioria dos antígenos de importância clínica, inclusive centrômero, Ro (SSA), La (SSB),Scl-70,ANCPetc. Os reagentes deste kit estão ajustados para detectar anticorpos clinicamente relevantes, usando como substrato células HEp-2 e conjugado IgG, os quais eliminam resultados falsos positivos fisiológicos que ocorrem normalmente devido a baixos títulos de IgM específica.

PRINCÍPIO DO MÉTODO
Anticorpos antinucleares presentes no soro se ligam ao substrato antigênico (células HEp-2) e são revelados por uma antigamaglobulina específica marcada com isotiocianato de fluoresceína.

APRESENTAÇÃO DO KIT
12100-I 100 determinações
1. Lâminas com 10 áreas reativas de células HEp-2 (10 lâminas)
2. Antigamaglobulina G marcada com isotiocianato de fluoresceína (1x5ml)
3. Tampão fosfato-salino (PBS) 20 x concentrado (1x50ml)
4. Glicerina tamponada (1x4ml)
5. Soro controle positivo homogêneo (1x0,5ml)
6. Soro controle positivo centromérico (1x0,5ml)
7. Soro controle negativo (1x1ml)
8. Azul de Evans (1x2ml)
9. Lamínulas (10 unidades)
10.Instruções para uso

Comentários

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.